Próximo Anterior

DE VOLTA PARA O PASSADO: 5 LUGARES PARA REVIVER A INFÂNCIA

Fabricio Greca Brun Fabricio Greca Brun 11 outubro, 2016

Antes da invenção do Google, quando você usava a enciclopédia Barsa para descobrir algo, colecionava figurinhas, assistia os desenhos animados de sábado de pijama, dormia na cama dos seus pais e milagrosamente acordava no outro dia na sua, os tempos eram mais simples e você se divertia com muito menos. Pensando nesse clima de feriado, quer dizer, de Dia das Crianças, selecionamos alguns lugares do Planeta Terra que irão fazer você querer voltar a ter dentes de leite. Afinal, quem disse que uma viagem “de volta à infância” significa uma semana na companhia de um determinado rato famoso?

Papai Noel e 1001 renas, Lapónia, Finlândia

Resultado de imagem para lapland finland

Apesar do nosso Natal ser no verão e o Papai Noel estar mais propício a usar bermuda e guiar uma capivara, o clima natalino mais conhecido no mundo todo envolve neve, renas e tudo aquilo que você já viu num comercial da Coca-Cola. Caso você busque algo nesse estilo, vai encontrar no Parque do Papai Noel, na região norte da Finlândia chamada Lapónia. Nessa remota região do círculo ártico, você pode realizar tudo que quis fazer quando era criança e ainda acreditava naquele cara de barba branca suspeita que sempre aparecia quando seu tio sumia.

Passeios de trenó com renas, a casa e endereço oficial do Papai Noel, escaladas em pinheiros, hotéis de gelo e, se der sorte, a aurora boreal são os atrativos na terra do Jingle Bell. Se hospede em Rovaniemi, a pitoresca cidade que fora destruída na segunda guerra e depois redesenhada com suas principais ruas fazendo um formato de rena. E falando nela, não deixe que as crianças vejam o menu de alguns restaurantes – elas não vão gostar de saber que estão comendo o Rudolph.

Brinque de Lego, Copenhague, Dinamarca

Resultado de imagem para dinamarca legoland

Você não precisa estar na pré-escola para se sentir uma criança em Copenhague, basta dar uma simples caminhada no centro da cidade e se deparar com a estatura média das pessoas. Sim, elas são bem altas. Mas o que elas tem de envergadura tem também de educação e hospitalidade. Muito bem, comece a viagem alugando uma bicicleta e relembre os vários tombos e machucados no joelho. Visite a belíssima estátua da Pequena Sereia do conto infantil de Hans Christian Andersen, e depois siga ao grande e nostálgico Tivoli Gardens, cujo parque de diversão vem encantando crianças desde 1843.

Adolescentes e seus pais vão ficar intrigados com a vibe alternativa da comunidade hippie em Christiania, um lugar onde a polícia não pode entrar e de lambuja, é liberada a comercialização de Cannabis. Enquanto isso, os mais novos e “wanna be” arquitetos da família podem apreciar o Legoland (sem ter que pisar em cima de uma pecinha e quase falecer) com suas múltiplas estruturas coloridas a apenas um dia de viagem.

Vila do Popeye, Mellieha, Malta

Resultado de imagem para popeye village malta

O que fazer com um set de filmagem inacabado do clássico infantil Popeye? Foi isso que o pessoal da remota ilha de Malta pensou depois que muito dinheiro e madeira tinham sido usados para o filme que iria estrear Robin Willians. Eles decidiram contratar alguns atores, terminar a construção e abrir um parque temático onde você pode fazer tatuagens (de mentira, é claro) com a querida Olivia Palito, comer um hambúrguer com aquele personagem que ninguém lembra o nome (Dudu), desafiar Brutus para uma queda de braço, deitar numa espreguiçadeira e agradecer a produtora que aquele filme nunca saiu do papel e você está ali, pegando um sol sem ter que comer espinafre.

Isso é viver! Reserva Nacional Maasai Mara, Quênia

Resultado de imagem para migração dos gnus

Você pode cortar quantas cebolas quiser, mas nunca vai chorar tanto quanto a trágica morte do Mufasa diante do filho Simba, no épico Rei Leão. Todos sabem que esse clássico dos anos 90 é passado no continente africano, onde a natureza é uma força onipresente e poderosa. E pensando no lugar de inspiração do filme que nunca te fez esquecer a música “Hakuna Matata”, está a incrível Reserva Nacional de Maasai Mara no Quênia, onde todo ano ocorre a migração de gnus, que se arriscam num trajeto infestado de predadores, como leões, crocodilos, hienas e turistas com suas câmeras.

O futuro não é mais como antigamente, Tokyo, Japão

Resultado de imagem para tokyo video games

Se você nasceu depois da segunda guerra mundial, com certeza já ouviu falar de videogames. Desde o pioneiro Atari, até o PlayStation 4, esse gadget da revolução digital levou mães a loucura por achar que seu filho não queria mais sair de casa. E por mais que você não seja um geek, deve saber que o Japão é um forte influenciador nesse mercado, com aparelhos de realidade virtual, milhares de jogos lançados todo ano e até o favorito da rapaziada, o Cosplay (mulheres, geralmente, fantasiadas de personagens de mangás).

A capital nipônica é a Mecca do games e possui restaurantes, baladas, eventos, desfiles e tudo mais, voltado a esse hobby que passou de um simples lazer a uma indústria bilionária. Mas não se preocupe, se você não é dos mais adeptos, pode sempre ir a um karaokê e relembrar aquele aniversário do seu amigo que você cantava Mamonas Assassinas.

Este post não vai te levar de volta para o passado, nem te dar dentes de leite, mas certamente vai te inspirar a fazer novas descobertas, porque a infância é feita disso, assim como viajar 🙂

 

Fabricio Greca Brun

Fabricio Greca Brun

Com apenas 23 anos, Fabrício já rodou mais de 30 países em 1 ano que passou na Europa. Amante de viagens e cinéfilo de carteirinha já cursou desde Engenharia Civil até cinema. Após morar esse tempo fora escreveu dois diários de viagens que incluem histórias, desenhos e mensagens de pessoas que o cruzaram em sua jornada. Quando pode, gosta de dar dicas a seus amigos, e quem mais quiser, sobre viagens, música e filmes.

Mais publicações de Fabricio Greca Brun

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *